Acoplamento na Indústria Gráfica

Acoplamento na Indústria Gráfica Acoplamento é sinônimo de Empastamento ou Laminação?   Uma dúvida comum na indústria gráfica se refere à diferenciação de três técnicas: o acoplamento, o empastamento e a laminação. Os três processos possuem similaridades ou correlações, mas são bem diferentes quanto aos objetivos de tratamento do material. Vejamos quais as diferenças entre […]

Acoplamento na Indústria Gráfica

Acoplamento é sinônimo de Empastamento ou Laminação?

 

Uma dúvida comum na indústria gráfica se refere à diferenciação de três técnicas: o acoplamento, o empastamento e a laminação.

Os três processos possuem similaridades ou correlações, mas são bem diferentes quanto aos objetivos de tratamento do material. Vejamos quais as diferenças entre elas e entre os resultados de cada uma.

Nomenclatura de Processos

 

A laminação é a técnica de fabricação de um material em múltiplas camadas,

De modo que ele melhore suas propriedades utilizando mais de uma camada do mesmo elemento ou de diferentes elementos.

Um laminado é um objeto montado permanentemente por calor, pressão, soldagem ou adesivos.

Como a laminação abrange diversos setores industriais (madeira, metais, gráfico etc.), em alguns países, como no Brasil, entende-se por laminação GRÁFICA somente a proteção líquida ou com BOPP do impresso, mas em países como EUA e Alemanha o processo de unir duas ou mais folhas papel através da colagem é também chamada de laminação.

Especialmente no Brasil, o empresário gráfico acostumou-se em chamar a união de folhas de empastamento.

Esse nome também é utilizado para a produção de capas duras, mas essa técnica, na verdade, faz parte do procedimento de revestimento de papelão.

O Empastamento

Empastamento trata-se somente da aplicação da cola em uma folha e pode ser utilizado como parte inicial dos seguintes processos: acoplamento, encadernação de capa dura, encadernação de lombada, rotulagem, colagens técnicas, entre outros.

Dessa forma, não podemos afirmar que empastamento é o mesmo que acoplamento, pois necessariamente existem outros dois processos após a aplicação da cola em uma folha que são:

a) União manual ou automática da folha com cola a outra sem cola.

b) Prensagem das folhas unidas através de peso ou prensa rotativa, como a MTB 500 da Tünkers.

Assim, são processos do acoplamento gráfico:

Tünkers Brasil Aplicadores de Cola

Tünkers

A marca Tünkers é referência internacional quando o tema é acoplamento, seja para máquinas automáticas e semiautomáticas de grande porte produzidas pela matriz alemã ou para máquinas modulares de pequeno porte produzidas na filial brasileira. Essas últimas são indicadas para produção de até 800mm de largura com até 12.000 acoplamentos por dia ou 240.000 por mês, com a Liliput 800.

Concluindo, acoplamento gráfico é a técnica de união de folhas através de adesivos. Utilizamos esse nome para descrever a junção de folhas sempre do mesmo tamanho e que não precisem de dobra de abas, para que não se confunda com o procedimento de revestimento de papelão, que é mais complexo.

Portanto:

Tünkers Brasil Aplicadores de Cola

Se o acoplamento que se projeta fazer foi imaginado com chapas de PS Poliestireno que é um material impermeável e, portanto, inviável de se unir com cola a base d’água,

Então é necessário o uso da coladeira Hotmelt com adesivo de TAC Permanente.

Empresas de comunicação visual, por exemplo:

-acoplam 2 chapas de PS utilizando uma solução de solvente com o próprio material que derrete em forma de pasta e une uma chapa a outra, Tornando o ar insalubre e colocando a saúde dos operadores em risco.

Para acoplamentos de materiais de difícil adesão:

Coladeira Hotmelt Maxit

Tünkers Brasil Aplicadores de Cola

 

 

www.maps-generator.com