Nos últimos anos, as linhas de produção passaram por diversos processos para se tornarem cada vez mais rápidas e eficientes. Com a automatização pneumática, foi possível elevar os ganhos produtivos, reduzir os gastos com os processos, tornar o ambiente mais propenso a bons desempenhos e garantir maior segurança. 

O ar comprimido é uma fonte de energia bastante versátil e, por isso, a automação pneumática abrange uma série bem ampla de atividades na indústria, como por exemplo, cortar, selecionar, prensar, tampar, pegar e levantar. 

O que é automação pneumática?

A pneumática é a área da engenharia que trata do comportamento do ar comprimido e seu emprego na transmissão de energia. Utilizando uma fonte limpa e abundante, projetos pneumáticos podem ser empregados em vários setores oferecendo uma solução robusta e rápida para os processos.

Ou seja, a automação pneumática nada mais é do que o uso do ar comprimido para realizar uma força ou movimento. E, por isso, tem importância fundamental na automação industrial. Isso porque, a utilização de sistemas pneumáticos são em geral mais baratos que sistemas hidráulicos, tanto para construção quanto para operação.

Quais são as vantagens do uso do ar comprimido?

  • A alta velocidade dos movimentos pneumáticos permite aumentar o ritmo de trabalho e a produtividade, reduzindo os custos operacionais;
  • Equipamentos pneumáticos têm pressão moderada, por isso são seguros contra acidentes e evitam explosões;
  • É possível incrementar a produção com um investimento relativamente baixo;
  • É de fácil introdução, bastando realizar pequenas alterações nas máquinas convencionais, desde que haja disponibilidade de ar comprimido;
  • Como os operários são liberados de operações repetitivas, a incidência de acidentes de trabalho registra uma queda considerável;
  • Componentes pneumáticos são resistentes às situações mais hostis, como oscilações de temperatura, poeira, umidade, atmosfera corrosiva, submersão em líquidos, entre outras;
  • Controles pneumáticos são de fácil manipulação e não exigem alta especialização do operário.

Em quais tipos de indústria o ar comprimido pode ser aplicado?

Indústria de alimentos e bebidas: o sistema pneumático é responsável por abastecer, acondicionar e embalar os produtos. Além disso, o ar comprimido também é usado para empurrar produtos em pó, como leite e cacau, por tubos até as embalagens.

Indústria automotiva: a automação pneumática é utilizada na linha de montagem de veículos para perfurar, montar, mover e prensar peças com velocidade máxima, maior precisão e segurança.

Parques de diversão: o sistema pneumático atua junto a componentes elétricos e hidráulicos para automatizar e movimentar brinquedos.

Indústria química e petroquímica: a automação pneumática é capaz de controlar a passagem de fluidos.

Indústria de produção de bens: uma das principais aplicações da pneumática na indústria está na movimentação de produtos, como seleção, organização, posicionamento e empilhamento de peças. Além disso, é amplamente utilizada em atividades de marcação, corte, prensa e etiquetagem de mercadorias.

Leia também: Conheça a diferença entre Automação Fixa, Programável, Flexível e Integrada.

Agora que você já sabe a importância da automação pneumática para otimizar todos os processos, a fim de garantir maior eficiência energética, além de menores custos de produção e de manutenção, que tal conhecer os produtos pneumáticos Tunkers? Clique aqui.